Rádio JOVEM PAN

90.9. Jovem Pan Poços de Caldas

Ouvir

Fábio Rabin já zoou Alexandre de Moraes em evento com delegados. E foi expulso em seguida

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Fábio Rabin participa do Pânico; veja fotos

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa
Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa
Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa
Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa
Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa
Humorista arrancou gargalhadas de todos durante visita ao programa

Essa história parece piada. Assim como praticamente tudo que sai da boca de Fábio Rabin. Mas de fato aconteceu alguns anos atrás quando o comediante foi convidado pelo delegado Nico Gonçalves, uma das figuras mais conhecidas da Polícia Civil de São Paulo, para fazer um show em uma pizzaria que sua família gerencia na capital. Rabin aceitou e, chegando lá, descobriu que se tratava de um evento fechado apenas para delegados e outros profissionais de alta patente da polícia. Mas se engana se você pensa que isso o assustou.

“O Dr. Nico me disse para me preparar por que entraria em uma pizzaria cheia de delegados estressados. Gente que cuida de homicídios e tal. Tinha até aquela japonesa que sempre participava do programa do Datena. Ela me disse que nunca ria de nada e me desejou boa sorte. Quando comecei o show absolutamente ninguém ria. Aí vi um senhor com uma mulher mais nova e dei uma zoada. Ele era um delegado. Eu falei que era tão sem preconceito que casou com a própria neta”, contou no Pânico na Rádio nesta quarta-feira (7), arrancando gargalhadas de todos.

“Na hora me tiraram do palco. O Dr. Nico entrou na minha frente e falou no microfone: ‘o menino é bom, mas hoje não funcionou, vocês precisam ver ele no teatro’. Até o Alexandre de Moraes (antigo secretário de Justiça do estado e atual ministro do Supremo Tribunal Federal) estava ali. Chamei ele de Lex Luthor. Pegou mal para caramba”, completou, aos risos.

Se tem uma coisa que o humorista mostrou durante sua participação no programa é que ele domina – e muito – a arte de contar histórias. E haja história em seu repertório! Ele relembrou, por exemplo, outra confusão envolvendo suas piadas contraditórias. Foi quando brincou com o Clube Hebraica, espaço de lazer e cultura judaica do qual inclusive é frequentador.

“Eu trabalho sozinho. Não tenho assessor ou editor. Um dia chamei um cara para editar meu DVD e não revisei. Foi ao ar direto, soltei no YouTube. Tinha uma parte que, se eu tivesse conhecimento antes, eu cortaria. Eu disse que judeus têm que casar entre si já que existem poucos por causa da guerra. E falei que por isso eu nunca iria casar. Se quiserem ter a visão do inferno é só chegar no meu clube para ver o tamanho das mulheres de lá. São imensas, parece que estão tudo comendo uma lasanha (risos). Tudo bem com a piada, mas o nome da Hebraica apareceu. Se eu soubesse, tiraria. Eu nado lá, minha filha estuda lá. Sabe o que é ver mães com ódio todos os dias? As gordas do Hebraica são piores que os bolsominions”, disparou.

A declaração fez referência aos seguidores do presidenciável Jair Bolsonaro - que se incomodaram com uma de suas brincadeiras mais recentes. Semanas atrás, Rabin citou em apresentação do projeto Desafio Comédia Ao Vivo o vídeo em que o sertanejo Gusttavo Lima apareceu atirando com uma metralhadora e declarou apoio às armas e ao candidato do PSL. E obviamente fez piada sobre. De repente, os “bolsominions”, como ele chamou, caíram em cima bastante nervosos.

“Aquilo foi na semana do atentado nos Estados Unidos, achei que foi um mau momento para postar. Principalmente por eu ser pai. Fui contrário às armas. Mas recebi muitas reclamações. Não acho errado, acho que tenho que brincar com todo mundo para não ser parcial. Já fiz piada com o PT, com o Lula, porque não com ele? Meu papel é fazer piada. É que o pessoal do Bolsonaro pega pesado. São mais nervosos”, contou. “Já fui ameaçado. Se alguém me fala ‘seria legal defender as armas por causa disso ou daquilo’, tudo bem. Está argumentando. Mas se fala ‘quero ver quando estuprarem sua mulher e seu bebê’, não. Que isso, cara? Doente mental. Que horror”.

Atualmente o comediante apresenta Tô Viajando, terceiro espetáculo de stand-up de sua carreira. Os shows acontecem aos sábados às 23h50 no Teatro das Artes, no Shopping Eldorado, em São Paulo. Os ingressos podem ser comprados neste link.

Tags da Pan

Comentários